Maia acredita em aprovação da reforma da Previdência mesmo se Temer for novamente denunciado

31/08/2017

Com viagem de Temer à China, democrata assume interinamente a Presidência

RIO – Mesmo se a Câmara tiver que analisar uma segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, que deve ser apresentada nas próximas semanas pela Procuradoria-Geral da República (PGR), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), previu que haverá a aprovação da reforma da Previdência.

— Eu sou um otimista. Eu acho que depois da segunda denúncia a gente vai ter condição de aprovar a reforma da Previdência, que sinalize aos investidores um país sério que não vai nos próximos anos caminhar para uma falência ou para uma moratória — disse Maia, na condição de presidente da República em exercício, enquanto Temer cumpre agenda oficial na China.

Ele já havia feito previsões otimistas em relação à aprovação da reforma depois que a Câmara rejeitou o prosseguimento da denúncia de corrupção passiva contra Temer no início do mês.

À época, Maia previu que a Reforma da Previdência seria votada em setembro, mas os deputados que compõe a base aliada do governo não respaldaram o ânimo do presidente da Câmara e, dias depois da previsão otimista, muitos parlamentares disseram publicamente que não havia possibilidade de aprová-la.

 

Nas últimas semanas, a crise na base aliada se agravou com o PSDB ameaçando deixar o governo e outros partidos aliados cobrando a nomeação para cargos no segundo escalão por terem impedido o andamento da denúncia contra Temer.

— Toda reforma da Previdência é polêmica. São temas polêmicos e uma denúncia é um tema difícil para todos — admitu o presidente em exercício.

A reforma da Previdência foi aprovada em maio na comissão especial na Câmara e, desde então, aguarda a autorização do governo para ser votada no plenário.

 

Fonte: Jornal O Globo

Leia mais: https://oglobo.globo.com/economia/maia-acredita-em-aprovacao-da-reforma-da-previdencia-mesmo-se-temer-for-novamente-denunciado-21769876#ixzz4rMKoyQXk